Dia 2 de Fevereiro

February 2, 2019

Português

 

Nesse dia tão especial para nós brasileiros, o dia em que celebramos Yemanjá, a rainha dos mares, dia de festa que começou há quase um século atrás na pequena enseada do bairro do Rio Vermelho em Salvador, como uma forma de agradecimento por uma pescaria farta.  Esse dia de festa que prossegue religiosamente todo ano desde então...Nessa data que é para mim sagrada e na qual faço questão de celebrar, junto com meus companheiros músicos e mais uma multidão de pessoas, uma oferenda musical em forma de show realizado todo ano desde 2013, fico sentido por não poder estar presente fisicamente hoje no Rio vermelho na minha amada cidade de Salvador da Bahia, como diziam os sábios antigos.

 

Mas de forma alguma, eu poderia deixar essa data passar em branco e corri para lançar hoje, uma canção inédita, que apesar de não tratar do tema da festa em si, celebra a cidade do Salvador, destacando uma das suas criações mais geniais, que é o Samba Reggae.

 

Em finais do ano passado, acordei uma madrugada sozinho em casa na Philadelphia e naquele momento, acho que senti uma das maiores solidões que um ser humano pode jamais sentir, que é estar longe, em um país diferente, sozinho e sem nem um amigo ou familiar por perto para nem um tipo de ajuda espiritual ou física. Nesse exato momento, pensei em Deus, e na fé Rastafary , que eu sempre admirei (apesar de não ser seguidor do dogma). E então como uma bruma leve na madrugada, essa canção veio me confortar. Louvei a Jah ( que pode ser Deus, Buda, Krishna ou Orixá) e ele acalmou meu espírito me enviando essa canção, que eu batizei de  "Jah Innocence" e que não me canso de ouvir.

 

Alguns meses mais tarde, chamei minhas amigas do Batalá DC ( uma banda de Samba Reggae de mulheres da cidade de Washington DC) para gravar a música comigo e elas vieram e foi lindo. Quero agradecer ao engenheiro de som Rogério Naresi pela parceria na gravação, a Cissa Paz e Marcelo Ritter, por terem respectivamente filmado e editado o vídeo, a Giba Gonçalves por ter criado o projeto Batala e me dado o prazer de gravar com elas, as meninas do Batala e a você que lê esse texto nesse momento e que de alguma forma e em algum momento, vibrou com alguma canção minha! Obrigado!!

 

 

 English


On this special day for us Brazilians, the day we celebrate Yemanjá, the queen of the seas, a party day that began almost a century ago in the small bay of the Rio Vermelho neighborhood in Salvador, as a way of thanking for a big fishery . This day of celebration that continues religiously every year since ... On this date that is sacred to me and in which I make a point of celebrating, together with my fellow musicians and a multitude of people, a musical offering in the form of a show performed all  years since 2013, I am making sense because I can not physically be present in the Rio Vermelho of my beloved city of Salvador da Bahia today.

 

But by no means, i could  let that date go blank and I decided to launch today, an unpublished song, that although it does not address the theme of the party itself, celebrates the city of the Savior, highlighting one of its most genial creations, which is Samba Reggae. At the end of last year, I woke up one morning alone at home in Philadelphia and at that moment, I think I felt one of the greatest solitudes that a human being can ever feel, that is to be far, in a different country, alone and without a friend or family to stand by or for spiritual or physical help. At that very moment, I thought of God, and the Rastafary faith, which I always admired (though not a follower of dogma). And then like a light mist at dawn, this song came to comfort me. I praised Jah (who may be God, Buddha, Krishna or Orixá) and he soothed my spirit by sending me this song, which I called "Jah Innocence" and I never tire of hearing. A few months later, I called my friends from Batalá DC (a Samba Reggae band of women from Washington DC) to record the song with me and they came and it was beautiful. I want to thank sound engineer Rogério Naresi for the recording partnership, Cissa Paz and Marcelo Ritter, for filming and editing the video, Giba Gonçalves for creating the Batala project and giving me the pleasure of recording with the girls, the beautiful women of Batala and you who read this text at this moment and that somehow and at some point, vibrated with some song of mine! Thank you!!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now